Balada sem Ressaca

Origem: viajeaqui.abril.com.br

Festa o dia inteiro? Sim. Bagunça desgovernada? Não. No ISLAND E SCAPE cabem todos os que querem se divertir. Embarcamos no primeiro cruzeiro da temporada do navio preferido dos leitores no Prêmio VT



Depois que eu posei, a pedido dos monitores, para uma foto em frente ao cartaz de boas-vindas do navio, um simpático funcionário hondurenho me levou até a cabine. Nem bem tinha acomodado minha bagagem, ouço um burburinho no corredor. "Corre, corre. O navio já vai partir." Era um grupo empolgado de meninas que não queriam perder a chance de ver o Island Escape zarpar do Porto de Santos. Elas correram para assistir à cena, e eu corri atrás delas. Atrás de nós outras pessoas vieram na mesma direção. É o início da sexta temporada do Island Escape nos mares do Brasil. O Porto de Santos mal ficou para trás e uma banda que toca hits brasileiros já pôs o deque, agora lotado, em festa. Pelo traje da maioria - mulheres de vestidinho e homens de bermuda e camiseta -, deu para perceber que aqui não tem frescura. Começo, então, a reparar nos meus companheiros de viagem. Noto dois grupos grandes de estudantes e, pelas camisetas com o emblema da escola, descubro que vieram para comemorar a formatura. Vejo também muitas famílias, alguns casais e grupos de senhoras e senhores.

Aos poucos eles vão se espalhando pelo navio, e a festa que começou no deque da piscina vai junto. Ou melhor, os adolescentes continuam ali ao som de Poeeeeiiiraaaa, o já velho hit de Ivete Sangalo que se renova a cada estação e que eu ainda ouviria muitas vezes até o fim do cruzeiro. Mas os outros vão tomando seus lugares nos bares. Só no deque 7 são dois: o Sundowner Lounge, um piano-bar onde a música, mais calminha, fica entre Roberto Carlos e Ana Carolina, e o The Pub, onde o copo, invariavelmente, chega à mesa embaçado de tão gelado. Na área externa, o Sailaway, no deque 11, e o Mirage, no deque 10, são mais sossegados. É para lá que se vai quando a idéia é conseguir um pouco de paz para curtir o mar. Nas boas-vindas também houve musicais no The Ocean Theatre, no deque 7. Em frente, o cassino já está com as portas abertas para receber os jogadores. E a viagem nem começou...

Neste primeiro tour da temporada 2007/2008, mais de 1 400 passageiros zarparam a bordo do Escape - praticamente a ocupação completa. Até novembro do ano passado, 70% dos pacotes de toda a temporada já haviam sido vendidos. Este é um dos navios mais populares do verão, e muito dessa popularidade tem a ver com os preços baixos dos cruzeiros (estão entre os mais baratos da temporada) e com a programação animada dos temáticos, como o Vibe Fest on Board, que transforma o navio em uma grande rave. O número de noites e os roteiros variam a cada cruzeiro, mas neste verão o Island Escape navega somente pelas praias do Sul e do Sudeste.

Por Simone Saggioro - Revista Viagem e Turismo
© 2008 Trindade & Gonçalves - Produzido por Conceitual