Guarapari



Pequenas e mansas enseadas quase desertas, praias com a “saudável” areia monazítica, mar forte de surfista, vilas de pescadores, navios naufragados, ilhas com vegetação de mata atlântica intacta. Por essas e outras razões, o balneário capixaba fica lotado todos os verões. Até hoje, a beleza do litoral e sua areia monazítica medicinal atraem milhares de banhistas. A praia é território dos vizinhos mineiros e de turistas, da terceira idade ou não, que vêm em busca de sol ou de cura para o reumatismo.

Praias:

Praia do Sol: deserta, com areia clara e solta e ondas fortes. O acesso, 1 km de terra, é precário.

Praia Setiba Pina: é a preferida dos surfistas. Tem faixa de areia inclinada, dunas, restinga e castanheiros. Uma estrada de terra com 800 m liga à setiba. O Parque Estadual de Setiba abriga trilhas como a da Lagoa de Corais. A 3,5 km da costa está o Arquipélago de Três Ilhas. É Área de Preservação Ambiental.

Praia de Setiba: é protegida por morros, com areia dourada e solta.

Prainha: em que ondas vindas das duas direções criam uma minipororoca.

Praia de Santa Mônica: cercada de morros, com areia amarronzada, ondas fracas, sobra de castanheiros e casuarinas. Tem vários condomnios que funcionam como clubes de férias.

Praia do Perocão (ou Boião): sem ondas. Boa para pesca. O mar forma piscinas naturais na maré baixa. Tem uma típica aldeia de pescadores. Três Praias separadas por grupos de pedras. A parte esquerda é procurada por surfistas. A direita não tem ondas (bom local para a caça submarina). Aldeia foi tomada por um condomínio fechado.

© 2008 Trindade & Gonçalves - Produzido por Conceitual