Algodoal



A Ilha do Algodoal também conhecida como Ilha de Maiandeua. Maiandeua tem origem no Tupi e significa "Mãe da Terra". A ilha é chamada de Algodoal em virtude da abundância de uma planta nativa conhecida como algodão de seda, ainda presente na região, cujas sementes, com filetes brancos, são dispersas pelas planta e, ao flutuarem ao vento, lembram o algodão. Quem primeiro a apelidou desta forma, foram os pescadores que lá chegaram na década de 1920. Algodoal é também é o nome da maior vila, das quatro que existem na ilha: Fortalezinha, Camboinha e Mocooca. Os 19 km2 da Ilha de Algodoal são marcados pela tranqüilidade, pelos cenários maravilhosos que atraem turistas de todo o mundo que nunca se decepcionam com a sua natureza bucólica, bela e dadivosa e pela falta de energia elétrica, que ressalta o clima rústico da região. A comunidade da ilha é formada por pessoas simples e receptivas que vivem, basicamente, da pesca, da agricultura de subsistência e atualmente do turismo. Em Algodoal, não há um abastecimento regular de energia elétrica e as fontes alternativas utilizadas são os geradores a óleo diesel que funcionam com maior intensidade a partir das 18 horas. Já o abastecimento da água é realizado por meio de poços artesianos que fornecem água de excelente qualidade.

Os meios de transporte existentes são: a bicicleta, o barco (a motor ou a remo) e a carroça puxada por cavalo. Veículos motorizados não podem entrar na ilha.

As Praias:

Com areia muito branca e fina, as paradisíacas praias da ilha são cercadas de dunas que possuem uma vegetação característica de restinga que oferece frutas em abundância, principalmente nas épocas do caju e do ajuru. Suas águas têm uma temperatura muito agradável (média de 22ºC).

A grande maioria de seus espaços permanece deserta, mesmo em períodos de alta temporada, o que permite a realização de piqueniques privados ou mesmo um isolamento a fim de se ficar mais à vontade. Nesse caso, recomendamos a utilização das carroças, que podem deixar o visitante na praia desejada e retornar, num horário pré-estabelecido, pra buscá-lo.

Se o visitante prefere praias mais badaladas, as opções são:

Praia da Princesa e Praia da Caixa Dágua: a primeira mais agitada e a segunda mais próxima à vila de Algodoal. As praias desta região apresentam uma peculiaridade especial: todas sobre influência das marés dos rios amazônicos, o que faz com que de doze em doze horas, haja uma variação significativa no nível do mar. Nos períodos de maré baixa, a água recua centenas de metros e forma muitas logoas naturais.

Praia do Crispim: localizada numa enseada de 8 km de Marudá com acesso de barco ou de carro, por estrada asfaltada. Praia com boa faixa de areia escura e grossa formando dunas. No verão venta muito e as ondas são fortes.

Praia de Fortalezinha: uma pequena enseada com areia batida, acinzentada e ondas fracas. Boa para banho. Vegetação de mangue. Está a 1h30 de barco a partir de Maracanã.

Fonte: Márcio Machado do site: http://www.algodoal.com.br

© 2008 Trindade & Gonçalves - Produzido por Conceitual